OAB Amazonas

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO AMAZONAS



Notícias

Publicada em: 12/04/2017 | Categoria: Notícias Gerais

Ouvidor-Geral da OAB/AM profetiza as mortes ocorridas no sistema prisional do amazonas durante sessão plenária do Congresso Nacional

No dia 5 de abril, o Ouvidor-Geral da OAB/AM, Glen Wilde, denunciou em sessão plenária da Câmara dos Deputados, em Brasília, a violação de direitos humanos, espancamento e tortura de 300 presos no pavilhão 3 do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), que teria acontecido durante revista do exército. A denúncia foi feita durante reunião da Comissão de Direito Humanos e Minorias.

De acordo com Ouvidor, o caso aconteceu no último dia 6 de março e na ocasião os detentos teriam sido  torturados indiscriminadamente, com choques, chutes, golpes de cassetetes, tiros de bala de borracha e bombas de efeito moral. "O exército me impediu de adentrar a cadeia. Eu tive que olhar pelas câmeras e não aceitei isso. Ouvi três explosões e trinta tiros, mais ou menos. Vários presos foram espancados com cassetetes e balas de borracha, um teve traumatismo craniano e recebi até nomes de presos que levaram tiros de verdade", informou.

Durante a reunião com os deputados, Glen também denunciou a transferência inapropriada de detentos aos presídios em que já tinham sido retirados após sofrerem ameaças. "Estão transferindo esses presos de novo para as outras cadeias onde eles já estavam ameaçados quando houve a chacina. Estão arriscando, eu já denunciei isso para o Secretário de Administração Penitenciária e ele falou que já está seguro. Se não estava seguro naquela época, não está agora porque é a mesma coisa, e estão correndo risco de morte", finalizou.


© Copyright OAB/AM 2017 - (92)3194-1807(ramail 207)/3194-1808 (ramal 208) / Tesouraria:99286-3958 /3194-1805 (ramal 205) / Secretaria:99303-1888 - E-mail: oab@oabam.org.br
Av. Umberto Calderaro Filho, nº 2000, Bairro Adrianópolis. CEP 69057-021